O vereador e dirigente do Sindicato dos Rodoviários de Salvador, Tiago Ferreira (PT), informou que a categoria pode paralisar as atividades caso o acordo firmado entre a Prefeitura de Salvador e os ex-trabalhadores do Consórcio Salvador Norte (CSN) não seja homologado.

 

A gestão municipal tinha disponibilizado o valor para o pagamento e o acordo ainda não foi homologado. Eles terão uma reunião nesta quarta-feira (14) e caso haja solução, há o risco de acontecer paralisação e protestos pela cidade.

 

“Espero que a gente tenha uma data para informar à categoria quando irão receber suas rescisões referentes, pelo menos, ao FGTS. Caso isso não ocorra, iremos organizar um protesto para que isso seja solucionado”, declarou.

 

O Consórcio era responsável por mais de 60 linhas que transportam passageiros entre a estação Mussurunga e a estação da Lapa, passando pela orla de Salvador. Ele também foi responsável por parte da alimentação da linha 2 do metrô

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.