A quinta-feira (21) foi de ônibus lotados em Salvador. Rodoviários e passageiros reclamam que esta tem sido uma situação constante, mesmo em tempos de coronavírus.

Até o momento, foram contabilizados cinco óbitos de motoristas e cobradores da capital baiana, causados pela Covid-19. Ainda não há números de infectados na categoria.

De acordo com decretos municipal e estadual, está proibida a aglomeração de pessoas e é obrigatória a utilização de máscara de proteção. No entanto, diversas denúncias, inclusive registradas em vídeos, mostram que a regra de distanciamento social não tem sido cumprida dentro dos coletivos.

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) afirmou que, devido às chuvas que vêm caindo na cidade desde a quarta-feira (20), foram registrados diversos pontos de alagamento, o que comprometeu a operação do transporte, com congestionamentos e diversos desvios de itinerários. O órgão também alega que esses fatores ocasionaram atrasos em algumas linhas.

“A Semob ressalta que o transporte já conta reforço na fiscalização nos terminais de ônibus da cidade desde a implantação da operação assistida, que consiste no aumento da frota em mais de 110 ônibus nas linhas com maiores demandas nos principais corredores e disponibilização de frota reguladora nas estações de transbordo”, declarou.

A Secretaria pediu que, para qualquer denúncia do transporte público, é necessário informar o número do ônibus, local e horário para que seja apurada corretamente a solicitação do passageiro.

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.