O Butantan enviou para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta sexta-feira (30), informações de uma pesquisa sobre a capacidade de imunização contra a Covid-19 da vacina Coronavac. O órgão tem um prazo de dez dia para analisar os dados.

 

A pesquisa realizada pelo Butantan foi feita após coletas de sangue de voluntários para saber o quanto que a vacina gerou de anticorpos contra a doença no sistema imunológico.

 

Para que a Coronavac fosse autorizada para uso emergencial pela Anvisa, essa pesquisa sobre a eficácia da vacina estava prevista no Termo de Compromisso do contrato.

 

A Anvisa informou em comunicado que “os estudos imunogenicidade servem para avaliar a capacidade da vacina de estimular a produção de anticorpos no organismo das pessoas vacinadas durante a fase de testes, além de verificar por quanto tempo esses anticorpos permanecem ativos”.

 

O Butantan entregou na sexta (30) 420 mil doses da vacina ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.