O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou 17 mortes após um ônibus da Localima Turismo cair de um viaduto em João Monlevade, na Região Central do estado, nesta sexta-feira (4). Segundo a corporação, 23 feridos foram levados a hospitais próximos ao local do acidente. Entre os feridos, um adulto e duas crianças foram transferidos, em estado grave, de helicóptero para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

 

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as causas do acidente. Segundo os peritos, o veículo caiu de uma altura aproximada de 35 metros. De acordo com o G1, esse mesmo ônibus já havia sido autuado três vezes, em 2019, por transporte irregular de passageiros. Além disso, segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) o veículo não tinha autorização.

 

“A empresa está cadastrada na ANTT e tem um Termo de Autorização para prestação de serviço regular concedido pela Justiça, por liminar. No entanto, o veículo em questão não estava habilitado para prestar o serviço de transporte de passageiros”, disse o órgão.

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.