O Brasil criou 313.564 vagas com carteira assinada no mês de setembro. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, esse foi o melhor resultado da história para os meses de setembro.

 

“É o maior ritmo de criação de empregos já registrado em qualquer setembro. Todos os setores, todas as regiões do Brasil criando novos empregos, o que configura o fenômeno na volta em ‘V’ da economia brasileira”, afirmou Guedes.

 

De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo, mesmo com a recente retomada da geração de postos de trabalho, no acumulado de janeiro a setembro, o saldo ainda é negativo, com o desligamento de 558.597 trabalhadores. Ainda de acordo com o jornal, no mesmo período do ano anterior foram gerados 761.776 novos empregos com carteira assinada.

 

Desde julho que o mercado de trabalho brasileiro vem apresentando uma recuperação após o fechamento de vagas no começo da crise do coronavírus – 1,2 milhão de vagas desapareceram nos seis primeiros meses de 2020. Setembro foi o terceiro mês consecutivo de saldo positivo.

 

O país teve 1,379 milhão de contratações formais e 1,065 milhão desligamentos de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), apresentados nesta quinta-feira (29) pelo Ministério da Economia. O resultado foi puxado pela indústria, com a abertura de 110.868 vagas. Na sequência aparecem serviços (80.481), comércio (69.239), construção (45.249) e agricultura (7.751).

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.