O prefeito ACM Neto afirmou, em coletiva concedida na manhã desta terça-feira (21), que Salvador deve ter 700 novos leitos de UTI para tratar de pacientes com coronavírus. Segundo a prefeitura, antes da Covid-19, Salvador já tinha quase 1.300 leitos de UTI, calculando as vagas nas redes pública e privada.

De acordo com o prefeito, esse é o número considerado “palpável” para o combate à Covid-19 na capital baiana.

“Estamos trabalhando em conjunto com o governo do estado e também com a rede filantrópica e até privada para ampliar ainda mais isso. A meta é, no total, com os esforços de todos os envolvidos, possamos disponibilizar 700 novos leitos contra a pandemia na cidade”, disse ACM Neto.

“Nessa conversa que tivemos com o Governo do Estado, o que se almeja como algo concreto, palpável, é que, na capital, a gente tenha perto de 700 leitos voltados especificamente para tratar de Covid-19”, disse.

“Claro que a existência desses 700 leitos vai estar ligada a possibilidade de chegada dos equipamentos”.

ACM Neto revelou que, até a última segunda-feira (20), havia 76 pacientes internados com uso de respiradores em Salvador.

“O que a gente pode assegurar é que hoje ainda não há uma situação de pré-colapso. No entanto, a relação está cada vez se encurtando menos, ou seja, a disponibilidade de vagas e o número de pacientes, a relação está cada vez mais próxima”, afirmou.

O prefeito já havia apresentado, na segunda-feira (20), 83 novos respiradores e também a criação de mais 39 novos leitos de UTI em Salvador, chegando a 195 no momento.

Sobre o autor

Matérias relacionadas

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.