De acordo com o jornal Estadão, o rombo na previdência dos militares das Forças Armadas foi o que mais cresceu no ano passado, de acordo com dados oficiais até novembro de 2018.

Ainda conforme a publicação, o déficit na previdência dos militares até novembro de 2018 subiu 12,85% em relação ao mesmo período de 2017, de R$ 35,9 bilhões para R$ 40,5 bilhões.

No período em questão, as receitas somaram R$ 2,1 bilhões, enquanto as despesas, R$ 42,614 bilhões.

A publicação afirma que, enquanto isso, o déficit dos servidores civis da União somou R$ 43 bilhões até novembro do ano passado, alta de 5,22% em relação a igual período de 2017.

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.