O procurador-geral da República, Augusto Aras, designou sete procuradores da República para integrar o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Federal na Bahia (Gaeco-MPF/BA).

 

De acordo com informações do Ministério Público Federal (MPF), o Estado é o sétimo do País a contar com esse tipo de estrutura de investigação.

 

Anteriormente, grupos similares foram instalados em Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Amazonas, Pará e Rio de Janeiro. Os Gaecos são grupos permanentes prontos para auxiliar membros do MPF responsáveis por casos e investigações complexas.

 

Os procuradores Carlos Vitor de Oliveira Pires, Fernando Tulio Da Silva, Marcela Regis Fonseca, Ovídio Augusto Amoedo Machado, Robert Rigobert Lucht, Roberto D’Oliveira Vieira e Tiago Modesto Rabelo foram designados na última segunda-feira (8) para o grupo.

 

Eles atuarão por dois anos no posto e serão lotados em oito ofícios distribuídos à Procuradoria da República no Estado da Bahia, destinados à instalação do grupo.

Sobre o autor

Matérias relacionadas

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.