O ex-jogador Diego Maradona foi enterrado na tarde desta quinta-feira (26), no cemitério Jardin de Bella Vista, em Buenos Aires, na Argentina. De acordo com autoridades locais, mais de um milhão de pessoas estiveram envolvidas em homenagens a Maradona, vítima de uma parada cardiorrespiratória na última quarta (25).

 

Segundo o GE, o desejo da família era que a despedida não se estendesse pela noite. No local, uma multidão que tentava comparecer a Casa Rosada se revoltou, e a confusão foi iniciada em diversos locais com diversos feridos e detidos.

 

O velório seria até às 19h, mas precisou ser encerrado às 16h por conta dos confrontos entre policiais e fãs. Enquanto isso, apenas familiares e amigos permaneceram dentro da Casa Rosada até a saída do carro fúnebre.

 

O trajeto até o cemitério durou um pouco mais de uma hora e a grande quantidade de pessoas chamou a atenção. Ainda de acordo com informações do GE, nas ruas estreias perto da Casa Rosada, alguns correram, depois, ciclistas e motociclistas seguiram o carro. No percurso, mais centenas de pessoas, em espalhados pontos da autopista, deram tchau. Houve buzinaço, fogos de artifício.

 

No cemitério apenas 25 pessoas acompanharam a cerimônia. Maradona foi enterrado junto aos pais, Diego Maradona e Dalma Salvadora Franco, conhecidos popularmente como “Dom Diego” e “Dona Tota”, que morreram em 2015 e 2011, respectivamente.

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.