O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, passou a recomendar novas medidas para enfrentar o novo coronavírus e a pandemia global: chá, canja de galinha, não andar descalço, não pegar “golpe de ar’, e rezar. A fala foi feita ontem (25), em entrevista virtual online. Segundo o ministro, não necessariamente elas vão ajudar, mas, segundo o próprio Mandetta, também não vão fazer mal.

“As pessoas me perguntam: chá é bom? Minha avó falou para mim que é. Vocês vão me ver tomando chá. Eu estou tomando xícara de chá direto. Falaram para mim que é bom. Mal não faz. Canja de galinha é bom? Minha mãe falou para mim que é bom. Todo dia eu tomo uma canja”, declarou Mandetta.

O ministro declarou que os conselhos são do tempo em que não havia remédio para gripe. “Vocês acham que eu ando descalço e vou abrir a geladeira? Jamais. Eu calço uma meia. Eu não pego golpe de ar. Eu ponho um casaquinho para ficar quietinho”, declarou. Por fim, Mandetta aconselhou rezar, mas sem aglomerações, como cultos e missas. “No mais, oração é bom? Me perguntaram outro dia: as igrejas devem estar abertas, devem estar fechadas? Que fiquem abertas, só não se aglomerem, mas rezem, orem. Fé é um elemento de melhora da alma, do espírito. Os pastores, padres, preguem pela televisão, pela internet. As pessoas precisam. Façam suporte telefônico”, disse.

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.