A cantora Mariene de Castro revelou, em entrevista ao jornal Correio*, que sofreu violência doméstica há sete anos, enquanto estava grávida de sete meses. A agressão fez com que ela decidisse sair de Salvador e ir morar no Rio de Janeiro para fugir do ex-marido, por quem era perseguida, mesmo tendo medida protetiva.

“Tem coisas que a gente queria apagar da vida da gente, mas infelizmente não tem como apagar. Fui espancada grávida. Isso e muitas coisas que não preciso colocar aqui. Estou viva, estou de pé e mais uma vez digo: sobrevivi e posso contar a minha história”, afirmou a artista.

A revelação foi feita durante entrevista sobre o encerramento do projeto Santo de Casa, que acontece nesta sexta-feira (8), às 18h, no Espaço Cultural da Barroquinha, em Salvador. A última edição celebra a força das mulheres e terá as participações de Larissa Luz, Flávia Wenceslau, Gerlane Lops, grupo Didá e As Ganhadeiras de Itapuã.

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.