A Câmara dos Deputados atestou a frequência do hoje deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) durante o período em que ocupou cargo comissionado na liderança do PTB, então partido do pai, Jair Bolsonaro, na Casa.

De acordo com reportagem da Época, a Câmara garantiu que ele ocupou o cargo de Assistente Técnico e informou que não houve registros de faltas e ausências, de 20 de fevereiro de 2003 a 1 de julho de 2004. O registro foi uma resposta a um pedido feito pela revista por meio da Lei de Acesso à Informação.

Matéria da BBC News havia revelado, também em reportagem de hoje (3), que Eduardo foi nomeado em Brasília, aos 18 anos, enquanto cursava o curso de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O filho do presidente demonstrou não ter memória de seu primeiro emprego público formal.

DEIXE UMA MENSAGEM

Seu endereço de email não será publicado.